UMA PERFORMANCE AUDIOVISUAL EM #7 TENTATIVAS

FIM DE MUNDO E O QUE VEM DEPOIS

Sinopse/Realese

 

Em 2021 a Cia.Livre foi contemplada no edital PROAC expresso / lei aldir blanc no. 47/2020 (prêmio por histórico de realização em teatro/modalidade a – grupos, companhias e corpos estáveis) com o projeto FIM DO MUNDO E O QUE VEM DEPOIS. Realizamos sete vídeo performances inspiradas na leitura do grupo para o livro "Há um Mundo por Vir? Ensaios sobre os Medos e os Fins", de Eduardo Viveiros de Castro e Déborah Danowski, entre outros materiais que buscam refletir sobre a crise sanitária, ambiental, social e política que vivemos na pandemia. 

 

As performances audiovisuais, pensadas como #7 TENTATIVAS, fundem vídeo e performance, num formato híbrido resultante de um processo de experimentações que se estendeu ao longo do período de isolamento social, entre 2020 e 2021e foram produzidas em imersões presenciais, cumprindo os protocolos de segurança, e também em ensaios online pela plataforma zoom. Desdobrando-se em sete experimentos audiovisuais, a série navega entre a visão sobre o fim do mundo dos povos originários e a reflexão do grupo acerca das crises que assolam a civilização ocidental.

 

Os teasers das 7 tentativas ficam abertos à visitação aqui na Casa.Livre online. 

Ficha técnica original 
De

Adriano Salhab, Cibele Forjaz, Fernanda Haucke, Freddy Állan, Lúcia Romano, Manoela Rabinovitch, Marcos Damigo e Ví Mu.

 

Elenco

Fernanda Haucke, Freddy Állan, Lúcia Romano e Marcos Damigo.

Participações especiais

Adriano Salhab, Cibele Forjaz, Juliana Iemanjara Janaína dos Santos, Manoela Rabinovitch, Raiô, Renato Sztutman e Ví Mu.

Orientação do estudo antropológico e pesquisa

Renato Sztutman

Orientação da pesquisa corporal

Lu Favoreto

Câmera e edição

Manoela Rabinovitch

Programação gráfica e Letterings

Lívia Melandre

Comunicação

Luana Marfin

Produção executiva

Fernanda Haucke

Produção da Cia. Livre

Gabi Gonçalves / Corpo Rastreado

Assistência de direção

Ví Mu

Direção geral do Projeto "FIM DO MUNDO E O QUE VEM DEPOIS..."

Cibele Forjaz

Realização

Cia.Livre

O PROJETO “FIM DO MUNDO – CIA.LIVRE 21 ANOS” FOI CONTEMPLADO NO EDITAL PROAC EXPRESSO / LEI ALDIR BLANC No. 47/2020 PRÊMIO POR HISTÓRICO DE REALIZAÇÃO EM TEATRO / MODALIDADE A – GRUPOS, COMPANHIAS E CORPOS ESTÁVEIS.

TENTATIVA#1  GAIA, A TERRÍVEL

Sinopse/Realese

 

NA TENTATIVA#1 – GAIA, A TERRÍVEL, vemos a relação da espécie humana com o espaço ao redor, em suas diferentes moradas: Gaia, o corpo, a casa e a cidade. Predação, necessidade, medo e vazio são tematizados na performance.

TENTATIVA#2  BANHEIRO

Sinopse/Realese

 

Na TENTATIVA#2 – BANHEIRO, o ser humano transita entre a dimensão cotidiana e a força geológica destruidora em que se tornou e que, por fim, volta-se contra o próprio indivíduo. A performance questiona a possibilidade de nos transformarmos em uma outra espécie.

TENTATIVA#3  DEVORAÇÃO OU O GRANDE COZINHEIRO

Sinopse/Realese

 

A TENTATIVA#3 – DEVORAÇÃO OU O GRANDE COZINHEIRO é uma fábula sobre o pensamento canibal, comentando a devoração como um devir outro. A relação entre viventes e deuses é revisitada na jornada humana numa grande cidade.

TENTATIVA#4  A ÁRVORE DAS LÍNGUAS

Sinopse/Realese

 

Na TENTATIVA#4 – A ÁRVORE DAS LÍNGUAS, um grupo de ativistas discute no meio virtual as teorias do Antropoceno, buscando possíveis saídas para o tão falado fim do mundo. A recriação da narrativa mítica, que surge no debate, abre caminho para um outro imaginário.

TENTATIVA#5  VORACIDADE BRANCA

Sinopse/Realese

 

Na TENTATIVA#5 - VORACIDADE BRANCA, artistas tentam ensaiar uma versão para o confronto fatal entre Gaia e Antropoceno, transformados em personagens de teatro, mas acabam sendo vencidos pela suas obsessões.

TENTATIVA#6  HUMANO COMO HÚMUS

Sinopse/Realese

 

Na TENTATIVA#6 – HUMANO COMO HÚMUS, o projeto de uma nova relação interespécies é experimentado na convivência de um grupo de teatro, reunido durante a pandemia.

TENTATIVA#7  AZUL

Sinopse/Realese

 

A TENTATIVA#7 – AZUL é uma exploração poética sobre o mundo dos encantados, numa espécie de sonho surreal em torno da imaginação ameríndia, relida pela Cia Livre.  

Cia.Livre 21anos.png
Acervo digital